Traduza este Blog - Translate this Blog

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

UM CONTO - KHALIL GIBRAN


Eu estava andando nos jardins de um asilo de loucos, quando encontrei um jovem rapaz, lendo um livro de filosofia. Por seu jeito, e pela saúde que mostrava, não combinava muito com os outros internos.

Sentei-me ao seu lado, e perguntei: 
– O que você está fazendo aqui?

Ele me olhou surpreso. Mas, vendo que eu não era um dos médicos, respondeu: 
 
- É muito simples. Meu pai, um brilhante advogado, queria que eu fosse como ele. 
Meu tio, que tinha um grande entreposto comercial, gostaria que eu seguisse seu exemplo. 
Minha mãe desejava que eu fosse a imagem de seu adorado pai. 
Minha irmã sempre me citava o seu marido como exemplo de um homem bem-sucedido. 
Meu irmão procurava treinar-me para ser um excelente atleta como ele. 
E o mesmo acontecia com meus professores na escola, o mestre de piano, o tutor de inglês – todos estavam convencidos e determinados que eram o melhor exemplo a seguir.   
 
“Ninguém me olhava como se deve olhar um homem – mas como se olha no espelho”.
“Desta maneira, eu resolvi internar-me neste asilo. Pelo menos, aqui eu posso ser eu mesmo”.

Kalil Gibran

terça-feira, 3 de agosto de 2010

VIVER COMO AS FLORES


“- Mestre, como faço para não me aborrecer? Algumas pessoas falam demais, outras são ignorantes. Algumas são indiferentes. Sinto ódio das que são mentirosas. Sofro com as que caluniam”.
_ “Pois viva como as flores”, advertiu o mestre.
_ “Como é viver como as flores”? Perguntou o discípulo.
_ “Repare nestas flores”, continuou o mestre, apontando lírios que cresciam no jardim.
“Elas nascem no esterco, entretanto são puras e perfumadas. Extraem do adubo malcheiroso tudo que lhes é útil e saudável, mas não permitem que o azedume da terra manche o frescor de suas pétalas. É justo angustiar-se com as próprias culpas, mas não é sábio permitir que os vícios dos outros o importunem. Os defeitos deles são deles e não seus. Se não são seus, não há razão para aborrecimento. Exercite, pois, a virtude de rejeitar todo mal que vem de fora. Isso é viver como as flores”.
 
Que esse exercício seja uma constante em nossa vida, e que assim, possamos exalar o perfume que está em nossa alma...

(autor desconhecido)

ASSINE A PETIÇÃO!!!!!

ASSINE A PETIÇÃO!!!!!
Você pode fazer parte dessa campanha ativamente! Ajude-nos a conseguir as 1.300.000 assinaturas. Espalhe essa campanha para seus amigos ou em sua empresa.